Calendário Auxílio Emergencial 2021

Auxílio Brasil vai liberar até 6 benefícios de acordo com perfil da família | Calendário auxílio emergencial 2021

Novo Bolsa Família concederá pagamentos de forma acumulativa. Nessa semana, o presidente Jair Bolsonaro entregou o texto da Medida Provisória (MP) que consolida o Auxílio Brasil. O programa funcionará em substituição ao atual BF e deverá beneficiar cerca de 17 milhões de famílias brasileiras. (Calendário auxílio emergencial 2021) Saiba os detalhes.

A população brasileira de baixa renda terá seus abonos sociais reformulados. Após meses em fase de implementação, o governo Bolsonaro acaba de entregar o texto final do novo Bolsa Família, intitulado de Auxílio Brasil. O programa passará a funcionar a partir de novembro, quando for encerrado o auxílio emergencial.

O que é o Auxílio Brasil?

Trata-se de uma política pública social destinada a população de baixa renda. Por meio dele, serão concedidos pagamentos mensais para que seus beneficiários consigam manter as despesas básicas de sua casa.

O valor total do projeto ainda não foi determinado, mas até o momento apresenta uma previsão média de R$ 300 por residência. No entanto, a definição exata da quantia irá variar de acordo com os tipos de benefícios, esses por sua vez concedidos a partir da situação familiar dos registrados.

Linhas de pagamento no novo projeto

Ao todo, o programa funcionará com três faixas de pagamento pré-determinadas, sendo elas:

Abonos complementares:

A partir da definição acima, os beneficiários terão ainda o direito de contar com uma complementação de renda. Para isso é preciso se enquadrar em alguma das modalidades abaixo:

Como se inscrever no Auxílio Brasil? Calendário auxílio emergencial 2021

Até o momento o governo federal não detalhou o processo de candidatura da população. O que se sabe é que os segurados do Bolsa Família e parte dos contemplados com o auxílio emergencial, farão parte da folha orçamentária do novo projeto.

No entanto, ainda não se sabe quais os critérios para participação e como será feito o cadastramento. De acordo com os últimos pronunciamentos de Bolsonaro, espera-se que seja elaborado um aplicativo para que a população faça suas inscrições por meio dele.

O chefe de estado já tinha mencionado seu interesse em encerrar com o funcionamento das Unidades de Assistência Social em todo o país, onde eram feitos os cadastros do Bolsa Família.

Exit mobile version